lundi 30 juin 2008

Desperta, Brasil!


El uso y trafico de cocaína y marihuana en Brasil ha aumentado considerablement en los últimos años, muestra investigaciones realizadas con personas de entre 12 y 65 años de edad. Pierde sólo para los Estados Unidos. Esta nueva generación del caós que está pendiente en el medio de la generacíon de ultra-conservador y la de ultra-liberal no tiene referencias a su apoyo y a su desarrollo. Los jóvenes encuentram refugio en las drogas cuando se enfrentan con los problemas inevitables de la vida cotidiana.

La cultura del 'fast-todo' tiene su fuerte participación en este proceso, cuando el valor está en la velocidad y efemeridad en todos los sectores de la vida. Fast-food, Fast-information, Fast-solution és el trípode que sostien el fenómeno de cambio en el metabolismo humano, cada vez más exigente de más eficiencia, más sintese, menos dormir, más ansiedad, más angústia y el vacío.

Estamos de acuerdo que en términos, las drogas son muy eficientes en una velocidad invencible de doner un bienestar muy ligero. Pensa conmígo: las indústrias farmaceutica buscan con las investigaciones a obtener el produto más eficiente, con la major velocidade de efecto, una baja toxicidad, una rapida eliminación y los bajos costos. Pero la sociedad moderno y imediatista no és acostumbrada a pensar en los otros aspectos bien que la eficiencia y la velocidad. En estos dos, las drogas gañam de los medicamentos, pero pierden muy luejos en los otros.

Un joven voy poner un final en su angustia y el no voy esperar hacer una programación con medicos y remedios a medio periodo. Po tanto il va en busca de la droga. Este és uno puento de la question. Un otro seía que buscar ayuda es para el como una debilidad.

Páro aquí para te doner la oportunidad de pensar también en los otros aspectos y criticar estos. ^^
.

21 commentaires:

Marcelo a dit…
Ce commentaire a été supprimé par l'auteur.
APaula Campos a dit…

Como disse o Marcelo é um fenômeno mundial!

Mas o Brasil tá demais mesmo!

http://ofedor.blogspot.com

roas77 a dit…

Olá?

Li mas pra ser sincera, tem certas coisas que não deu pra entender , pois tenho desconhecimento da língua, em que se encontra a postagem, coloquei no seu tradutor mas não funcionou ..

abçç...

Marcelo a dit…

Concordo com você. Só não focaria o Brasil, pois o fenômeno é mundial. A cultura do fast é a cultura do imediatismo. Tudo deve e tem que ser para já. Acho que isso aumento no início desse século.
Abraços

Abel a dit…

Interessante sua visão das coisas.
Na cultura do puro gozo, do imediato, em uma sociedade de consumo é difícil combater a promesse do prazer absoluto.

Mas por algum lugar tem que começar =)

Abçs,
Abel

João Áquila Lima dos Santos a dit…

la cosa está fea

Lindsay a dit…

Bueno Trabajo en su Blog!!!

RJ a dit…

"a fuga dos problemas" pelas drogas é algo muito antigo e que aumenta numa escala cada vez maior.. seu texto mostra q só piora a procura pelas drogas.. sensação "fast" de prazer

infelizmente, né!!

abraços

Fernando Gomes a dit…

Matéria interessante e boas visões.
Fiquei sem entender algumas coisas porque meu espanhol é um tanto arranhado, mas enfim, se fizesse uma versão em portuguÊs do seu blog talvez faria bastante sucesso.


Hoje tem dica de música no And I Said Goddamn!

Visite:
http://www.andisaidgoddamn.blogspot.com

Google a dit…

Porque você não faz um texto escrito em portugues?

Raphael Pacheco ... a dit…

É muito triste ver que o Brasil perde somente para os EUa nesta questão...
O imediatismo do prazer proporcionado por elas tem atraído, juntamente com a busca pela solução dos problemas (uma válvula de escape), os jovens a consumí-las.

O país precisa de Deus! Só Ele pode despertar e mudar, de fato, o nosso país!

Não me arrisquei a comentar em espanhol, apesar de querer muito. Vai que eu cometa um erro gravíssimo...hehehehe

Valeu

Nadja a dit…

O assunto realmente preocupa.Mas,a partir do momento em q o jovem entender q "procurar ajuda" deixa de ser debilitante para se tornar um ato de coragem,de ousadia,as perspectivas de uma vida melhor se abrirão para ele.Droga não arrasta apenas o usuário mas toda sua familia e amigos.Quem tem fé(como eu tenho)acredita que com menos preconceito e mais solidariedade a recuperação é possivel.Ad Mira Dora

Rafael Portillo a dit…

Que passa? Voy a cambear el texto!

www.teiadepodcasts.com

Caio Rudá a dit…

É um fenômeno mundial. O rápido, o já, o urgente já está fixado na sociedade como um todo.

Muitos dos problemas de ansiedade vêm daí. É uma questão de saúde pública.

Nina Ferreira a dit…

Desculpe, já me falha o português.

Abraço!

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! a dit…

hola cabron
habla portugues

gracias
adios

http://blogaragem.blogspot.com

DuDu Magalhães a dit…

Às vezes ainda tenho a utoía de que o 'brazil' vai melhorar...

apenas sonhos, e sonhos sem sono!

Mas tenho que 'dormir' logo... aprendi a ser imediatista!

Mas não sou artista! E agora?! Para salvar a nação, será que ainda tenho solução??!

http://incognitasnamedidacerta.blogspot.com/

Bruno a dit…

Concordo que o fenômeno seja mundial, porém em países subdesenvolvidos tudo é assim!

Nadja a dit…

Os "FAST" servem de desculpa, porem acho que a raiz do problema está na perda de referência.A família deve ser o eixo. O mundo evolui formando uma história,e os laços com o passado são importantes.Os novos conhecimentos e tecnologias de nada valem sem respeito à história, e trazem frustações pois não satisfazem as necessidades do "ser'. Um abraço, @m

Dário Souza a dit…

Uia in spanish xD

Fernando Gontijo a dit…

realmente,
hoje vivemos numa época q o acesso a esse tipo de droga é fácil d+. E como vc disse, essa cultura imediatista de realizar nossos desejos o mais rapido possível leva os consumidores a passarem da maconha a cocaína...
Além disso, para quem vende(acredito) o retorno dessa droga deve ser muito mair, e como vc mesmo disse, a facilidade com que essa droga entra e se prolifera em nosso país é notável.