dimanche 4 janvier 2009

Viver


 


Viver é um eterno sofrer
Se ao menos a alegria
Não fosse uma ilusão ligeira
Uma vaga de segundo passageira

Que apenas faz lembrar
O quanto viver é sofrer
Que a faísca de logro vai passar
E o que sobra não é bom de ver

Viver é um eterno sofrer
É um morrer que não acontece
Cujo fim se desconhece
Um tormento pereno

Um intolerável mover
Para o nefando antro do ser
Uma alma que se perde
No momento em que perde você

12 commentaires:

thiagaun a dit…
Ce commentaire a été supprimé par l'auteur.
thiagaun a dit…

nasssa... d romantica vc muieh.. curti teu poema.. bem pira mesmo..

boa sorte con tuas loucuras ai.. bjokas.

Fábio Flora a dit…

"Viver é um morrer que não acontece". Gostei desse verso. O poema tem bom ritmo. Continue escrevendo, blogando.

Rozangela a dit…

Que lindo! Fiz um passeio pelo poema, muito bom!!

Natalia Brandão Venturini a dit…

é!
Gostei ... muito!

Leo Pinheiro a dit…

Como disse o poeta: 'tristeza não tem fim, felicidade sim...'

A melancolia as vezes tb não!

Marcel a dit…

Bucólico, ritmado, tocante.
Soube usar muito bem o português.

Versos de amor e viver... como não se encantar?

Meus parabéns, ficou muito bom!

Rozangela a dit…

Lindo! Adorei seu blog, passarei mais vezes aqui!
Beijinhos!!

mayzilli a dit…

'Viver é um eterno morrer'. Muito lindo!

carla m. a dit…

não sei se me derreto e concordo ou se discordo veementemente, mas gostei.

Vejo a vida mais leve, mas talvez ela só seja assim, por que realmente é um sofrimento sem pausa...

Guilherme Santos a dit…

o que eu posso dizer?
legal o poema
criativo
parabens

fabinho a dit…

aceito sim a parceria, voce vai querer de banner ou link???
vou aguardar a resposta e por enquanto vou colocar o link na página inicial e o banner no link
"NOSSOS PARCEIROS"
abraço!!!!!!!!!
http://fabinho-tanarede.blogspot.com/